Espaços da Casa: Quarto
Uma boa noite de sono é essencial para uma boa qualidade de vida, por isso é fundamental o nosso quarto ser confortável.

Passamos, por média, cerca de um terço da nossa vida na cama, por isso é importante que percamos algum tempo a escolher a mobília certa, e que nos esforcemos para criar um ambiente harmonioso, confortável e calmo. Para muitas pessoas, o quarto é o seu "pequeno mundo”, onde descansam, relaxam, estudam, brincam, crescem… por todas estas razões, o quarto é considerado uma das mais importantes divisões da casa.

Mais importante que as horas de sono que conseguimos dormir por dia, é a sua qualidade, e isso é influenciado pela localização e disposição do mobiliário que tem no seu quarto. Sempre que possível, escolha divisões longe do barulho da rua. Evite zonas em que haja a possibilidade de haver ruídos, como zonas de máquinas, cozinhas e casas de banho, embora em casos específicos (como para pessoas idosas) seja aconselhável a casa de banho ser próxima.

Acima de tudo um quarto deve transmitir tranquilidade. A economia, simplicidade e significado do quarto tradicional japonês evoca este conceito na perfeição.

Criar um esquema do quarto pode ajudar a decidir onde colocar a sua mobília mais corretamente. Por ser um elemento tão importante, a cama e a sua colocação na divisão é, na maior parte dos casos, a maior preocupação quando se tenta planear a mobília do quarto. Existem vários fatores que podem influenciar a escolha do local adequado:
  • acesso: uma cama de casal requer, logicamente, que os dois ocupantes tenham acesso, pelo que não deve estar colocada num canto, e os populares beliches precisam de espaço para segurança e acesso à cama de cima; 
  • as tomadas elétricas podem ser determinantes na localização de mesinhas de cabeceira, um toucador ou uma TV; 
  • Tenha em atenção que as camas não devem ser colocadas dentro do espaço de abertura dos armários ou gavetas
  • Arranjar a cama com mantas e almofadas espalhadas com cor cria um ambiente confortável e aconchegante quando não está em uso, e as cores e texturas que utiliza podem dar ao quarto um certo estilo; 
  • Seja por gosto pessoal ou por seguimento fundamentalista do Feng Shui, a localização das portas podem também influenciar a posição desta peça.
Segundo as orientação do Feng Shui a posição ideal da cama é diagonalmente oposta à porta e com a cabeceira o mais afastada da porta possível. Esta posição permite a melhor vista sobre quem entra no quarto e segundo esta filosofia confere controlo sobre o próprio destino. Ainda de acordo com estes princípios, se a cama for mal colocada e especialmente se for colocada na parede oposta à porta – simbolicamente similar a um caixão na China – podem surgir sintomas de depressão nervosa e doença. 

Se não houver outra hipótese de colocação da cama, o Feng Shui sugere várias metodologias, entre elas a colocação de um espelho de frente para a entrada.

O quarto é,  provavelmente,  a divisão com a mais longa lista de mobília "indispensável” de toda a casa, mas lembre-se que um quarto muito cheio, torna-se um sítio onde é difícil de relaxar e parece muito mais facilmente desarrumado.
 
Faça uma retrospetiva, e considere alguns pontos quando estiver a comprar a mobília: 
  • As roupas menos usadas ou mais volumosas (como os casacos) podem estar guardadas noutro espaço da casa, reduzindo assim a necessidade de armários dentro do quarto. 
  • Se tiver espaço na casa, pode criar um quarto de vestir. Apesar de ser considerado um luxo, a verdade é que é bastante prático e não precisa de ocupar muito espaço.
  • O computador, também pode ir para outra divisão da casa, como por exemplo a sala, evitando ocupar espaço no quarto ou até mesmo perturbar o seu sono.
Finalmente lembre-se que, embora estejamos a abordar cada espaço individualmente, deve ter atenção que cada espaço faz parte do um todo que é a sua casa.


Fonte: iKAZA - Projectos on-line