A Participação do Pai na Gravidez
Pode acontecer que o homem seja menos efusivo quando descobre que vai ser pai, mas isso não quer dizer que para ele não seja importante. Há medida que o tempo vai passando e se vai envolvendo cada vez mais no processo, o seu nível de autoconsciência leva-o a sentir o mesmo tipo de emoções que a mãe, assumindo a aprendizagem um papel igualmente importante.

Participação do Pai na Gravidez

Poderá não parecer mas um futuro pai enfrenta o mesmo tipo de preocupações que a futura mãe. Rapidamente o seu estado de autoconsciência leva-o a sentimentos de alegria e excitação, para serem facilmente substituídos por medos e preocupações, como a sua capacidade para sustentar a sua família.
 
O papel do pai é bastante importante, especialmente porque este deverá estar envolvido em todos os estágios que a mãe atravessa, procurando informar-se sobre a gravidez com o intuito de ajudar e de compreender as alterações que estão a ocorrer com o corpo da sua companheira.
 
Em muitos casos acontece que a futura mãe esteja menos recetiva a ter relações sexuais, pelo que é importante o pai perceber que tal facto não é pessoal e que o deverá respeitar. Exprima contudo os seus receios e opiniões sobre este assunto, para que não se torne um problema.
 
O Parto
A decisão sobre o parto é de extrema importância uma vez que a futura mãe poderá estar a contar com a presença do pai. Falem muito sobre este plano expressando objetivamente as suas opiniões, discutindo as vantagens e desvantagens de cada opção, mas sem nunca impor um ponto de vista. Vão ver que uma solução irá apresentar-se por si própria.
 
Ações do Pai que Fazem a Diferença
Genericamente o pai deverá assumir uma postura proativa relativamente a toda esta nova experiência, procurando proteger a mãe em todas as situações e mantendo-se informado ao longo de todo o processo. Sem prejuízo, deixamos aqui aquelas que nos parecem ser as ações mais pertinentes:
  • Conversar calmamente com a sua companheira: os 9 meses podem ser repletos de emoções que precisam de ser ultrapassados de forma simples. Tente objetivar o que se passa com a sua companheira para a poder ajudar a ultrapassar quaisquer sentimentos negativos.
  • Mantenha-se a par de tudo o que está a acontecer: o mais fácil será inscrever-se, com a mãe, em aulas pré-natal. Vai ver que todos os assuntos se tornam mais simples uma vez que se encontra na posse de toda a informação. Poderá ainda adquirir livros sobre gravidez, que explicam bastante bem todas as suas fases.
  • Conversar com outros pais: sempre que tenha oportunidade, pergunte a pessoas que já tiveram filhos pelas suas experiências e eventuais dúvidas do dia a dia que tenha.
  • Fale com os médicos: uma vez que estará presente nas várias consultas e ecografias, aproveite esta oportunidade para questionar os profissionais do que se está a passar e qual a situação em termos estatísticos. Paralelamente antecipe o que poderá acontecer no futuro com vista a ajudar a sua companheira a ultrapassar todo o tipo de questões.
Não se esqueça que também deverá ajudar na preparação da "lista de nascimento”, para que não sintam qualquer stress quando tiverem a caminho da maternidade. Vai ver que assim poderá concentrar-se naquilo que é mais: na mãe, no nascimento e no seu futuro bebé.